Startups apresentam soluções inovadoras no IFC Amazônia

Compartilhar

A primeira edição do IFC Amazônia apresenta o Inova Aqua, uma área exclusiva para startups apresentarem soluções inovadoras nas áreas de sustentabilidade e tecnologia.

O evento pioneiro na região, envolvendo os estados brasileiros e países da região da Amazônia, será realizado nos dias 3, 4 e 5 de dezembro de 2023, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém do Pará. O credenciamento é gratuito e a inscrição deve ser feita no site www.ifcamazonia.com.br.

As seis startups, selecionas pelo Sebrae, podem abrir um mar de possibilidades com os principais investidores do setor, que estarão em peso na Fish Expo - feira de tecnologia e negócios no IFC Amazônia.

Apresentar inovações com resultados tangíveis é o propósito do Inova Aqua, conforme sinaliza a empresária Eliana Panty, CEO da Fish Expo. “O IFC Amazônia quer revelar empresas jovens com um modelo de negócios repetível e escalável, que possam antever um cenário de desafios e soluções a serem desenvolvidas.”, pontua.

Confira quais são as Startups presentes no Inova Aqua:

Amachains

A Amachains é uma startup inovadora fundada em 2019, no coração da região Amazônica. Com um foco na sustentabilidade, tem a missão de impulsionar as cadeias produtivas locais em direção a uma economia verde. Através da tecnologia e de métodos inovadores, a Amachains especializou-se em transformar dados brutos em informações estratégicas valiosas, essenciais para uma contabilidade de carbono precisa e confiável.

Em um mundo no qual a transparência e a segurança são de suma importância, a solução de blockchain proposta pela Amachains se destaca. Esta tecnologia não apenas assegura a integridade dos dados relacionados à contabilidade de carbono, mas também promove a confiança entre todas as partes interessadas. A plataforma Amachains Carbon é o carro-chefe da startup, oferecendo uma ferramenta robusta para organizar e analisar dados das cadeias produtivas, possibilitando que empresas e organizações planejem suas ações socioambientais de maneira eficaz e fundamentada.

Valore Captação

A VALORE é uma inovadora empresa de impacto social fundada com a visão de transformar a realidade dos pequenos produtores da agricultura familiar na Amazônia. Com o compromisso de gerar valor e impacto socioeconômico positivo, a startup atua como um catalisador de mudanças, transformando ideias em projetos concretos que melhoram a renda e as condições de vida das comunidades locais.

Em 2023, a VALORE alcançou um marco significativo ao capitalizar quatro negócios sociais, influenciando diretamente o bem-estar econômico de 35 famílias. A empresa se destaca por ser um elo vital que não só conecta os pequenos produtores a informações cruciais e direitos, mas também abre portas para novas oportunidades de desenvolvimento produtivo. Seu objetivo principal é elevar a produtividade agrícola e aumentar a renda dos pequenos produtores, facilitando o acesso a novos mercados e oportunidades. Com essa abordagem holística, a VALORE está não apenas impulsionando a economia local, mas também reforçando o papel vital da Amazônia no cenário global de desenvolvimento sustentável.

Jambu Sinimbu

Fundada por Tatiana Sinimbu, a Jambu Sinimbu é uma startup pioneira que se dedica a explorar o potencial da planta jambu, um ingrediente emblemático da região Amazônica. Através da aplicação de ciência e tecnologia avançadas, a empresa transformou o jambu em uma variedade de produtos de alta qualidade, visando apresentá-lo ao Brasil e ao mundo. Esta estratégia multifacetada permite que a empresa maximize o valor dos ativos regionais e promova o jambu como um símbolo da biodiversidade e da riqueza natural da Amazônia.

A startup é um motor de crescimento para a bioeconomia local, impulsionando o desenvolvimento sustentável da região. Ao valorizar e beneficiar a população local, especialmente os pequenos produtores, a Jambu Sinimbu está na vanguarda de um movimento que fomenta a economia local e gera renda significativa para a comunidade. Com sua visão inovadora e compromisso com o desenvolvimento regional, a Jambu Sinimbu é um exemplo brilhante de como negócios de impacto podem criar ondas positivas de mudança social e econômica.

Ju Carepa

A Jucarepa é uma empresa inovadora que se destaca no cenário de negócios sustentáveis, com um foco especializado no desenvolvimento de produtos derivados de sementes amazônicas, como cumaru e puxuri. Estes produtos são oriundos de cadeias de extrativismo consciente e de baixo impacto ambiental, visando principalmente atender às necessidades da indústria alimentícia com ingredientes naturais e diferenciados.

Incubada na UNIVERSITEC, da Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém, a Jucarepa está em uma posição estratégica para colaborar diretamente com os produtores locais. Aproximando-se da fonte dos insumos amazônicos, a empresa não só garante a autenticidade e a qualidade dos seus produtos, mas também fortalece o empreendedorismo na região através da ciência e tecnologia. Com o compromisso de preservar os saberes tradicionais e os sabores únicos da Amazônia, a Jucarepa leva a sério seu papel na conservação ambiental e no desenvolvimento humano da região.

Biodigestor Fibra Forte

A startup Fibra Forte Biodigestores Unifamiliares surge como uma solução inovadora e sustentável para o grave problema de contaminação de água e solo causado pelo despejo de esgotos sem tratamento adequado. A empresa desenvolve biodigestores fabricados a partir de fibra de vidro, um material reconhecido pela sua durabilidade e resistência.

Esses biodigestores são projetados para atender às necessidades de famílias de até sete membros, proporcionando uma alternativa eficiente e ecológica para o tratamento de esgoto doméstico. Um dos grandes diferenciais desses sistemas é a facilidade de remoção e instalação, o que os torna especialmente adequados para áreas que necessitam de soluções flexíveis e adaptáveis. Além disso, os biodigestores são projetados para serem completamente estanques, eliminando o risco de infiltração e protegendo o meio ambiente contra a contaminação. Com esta tecnologia, a startup não só contribui para a saúde pública, melhorando as condições sanitárias das comunidades, mas também promove a conservação ambiental.

Gigas Baby, Larvicultura e Alevinagem LTDA

A startup Gigas baby, Larvicultura e Alevinagem LTDA, foi fundada em 2022 como empresa, mas já existia no âmbito da pesquisa, desde 2011, através dos projetos de pesquisa e extensão, desenvolvidos pelo Dr. Esner Magalhães. A empresa atua no ramo da produção de alevinos de pirarucus, através de parcerias com produtores rurais do estado do Amazonas, implementando um sistema de rastreabilidade, licenciamento ambiental, capacitações e treinamentos voltados a criação de um fluxo ininterrupto de fornecimento de matéria prima para os centros de engorda, que são planejados e dimensionados pela empresa para pequenas áreas. O objetivo é a utilização de novas tecnologias de produção, através de tanques circulares de ferro e cimento, capazes de minimizar os impactos ambientais sobre o desmatamento, uma vez que, no sistema convencional de produção, existe a necessidade de grandes áreas para justificar o investimento.

A Gigas Baby desenvolveu uma plataforma chamada de Gigasus “Aquicultura Inteligente”, ainda em fase de ajustes, capaz de gerar cenários de produção para diferentes sistemas, indicando para os produtores, através de dashboards gerados pelo input dos dados de produção ao longo dos ciclos, os indicadores de qualidade de água x oscilações responsáveis por alterações das curvas de crescimento, índices zootécnicos, custos de produção, cadastro de fornecedores, insumos e etc.


Sobre o IFC Amazônia

O IFC Amazônia é realizado pelo IFC Brasil – International Fish Congress & Fish Expo Brasil, tendo a Fundep (Fundação de Apoio ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação) com co-realizadora. O evento tem o patrocínio do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Banco da Amazônia S.A, Banpará (Bando do Estado do Pará)e Norte Energia (Usina Hidrelétrica Belo Monte). Tem o apoio do Governo do Estado do Pará; SEDAP (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuária e da Pesca); MPA (Ministério da Pesca e Aquicultura); ABIPESCA (Associação Brasileira das Indústrias de Pescados); PEIXE BR (Associação Brasileira da Piscicultura); FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura); Sistema FAEPA/Senar; FEPA (Federação dos Pescadores do Pará) e SINPESCA (Sindicato das Indústrias de Pesca dos Estados do Pará e Amapá).

IFC Amazônia

Correalização

FUNDEP

Patrocínios

Patrocinadores

Parceiros IFC Amazônia

Parceiros IFC Amazônia